Lixo Tecnológico

    Lixo Tecnológico

    A população não tem observado a preocupação com a geração de resíduos tecnológicos. Com os processo de modernização e o avanço tecnológico, avança o crescimento da produção e a sofisticação de equipamentos, como base pode observar os computadores e celulares.Já existe estudos que demonstram que os brasileiros estão contribuindo na geração de resíduos, com uma média de troca de computadores em empresa substituindo a cada 04 anos e os usuários domésticos a cada 05 anos.

    No tocante aos aparelhos celulares, onde o Brasil já atinge em média 100 milhões de aparelhos ,a diversidade de opções e recursos tecnológicos cada vez mais modernos, proporciona a troca a cada 02 anos..

    Os resíduos gerados destes equipamentos além de propiciar danos importantes ao meio ambiente, reveste-se também de danos á saúde humana, diante da geração de resíduos com material altamente tóxico ( mercúrio – Cadmo – berílio – chumbo ). A contribuição das empresas para a conscientização ambiental é precária, agregando-se o fato destes resíduos estarem sendo enviados aos aterros sanitários nas cidades. Algumas estatísticas, informa que nos EUA já são enviados 12 toneladas de lixo aos aterros sanitários.

    O Greenpeace, ( organização de proteção ao meio ambiente ) já informou sua preocupação com a geração de 50 milhões de toneladas de lixo eletrônico anualmente

    Podemos contribuir e amenizar tais contribuições desnecessárias com os processos já organizados, onde algumas empresas estão especializando-se em sistemas de reciclagem destes resíduos tecnológicos.

    EFS - Estudo em Foco Saúde 2014- Todos os direitos reservados | Criative Web