Riscos e suas Classificações Ocupacionais

    Riscos e suas classificações ocupacionais

    É definido como a medida da probabilidade e da severidade de ocorrerem efeitos adversos, sendo que seu grau é em função do efeito maléfico que pode resultar de uma ação particular.

    CLASSE DE RISCO 1

    Baixo risco individual para o trabalhador e para a coletividade, com baixa probabilidade de causar doença ao ser humano.

    CLASSE DE RISCO 2

    Risco Individual moderado para o trabalhador e com baixa probabilidade de disseminação para coletividade. Podem causar doenças ao ser humano, para as quais existem meios eficazes de profilaxia ou tratamento.

    CLASSE DE RISCO 3

    Risco Individual elevado para o trabalhador e com a probabilidade de disseminação para a coletividade. Podem causar doenças e infecções graves ao ser humano, para os quais nem sempre existem meios eficazes de profilaxia ou tratamento.

    CLASSE DE RISCO 4

    Risco individual elevado para o trabalhador e com probabilidade elevada de disseminação para a coletividade. Apresenta grande poder de transmissibilidade de um individuo a outro. Podem causar doenças graves ao ser humano, para as quais não existem meios eficazes de profilaxia ou tratamento.

     

     

    EFS - Estudo em Foco Saúde 2014- Todos os direitos reservados | Criative Web