Colapso da matriz de Produção

    Colapso da matriz de Produção

    No vídeo “ A história das Coisas “ de Annie Leonard  revela de onde cem suas coisas e para onde vão quando são jogadas fora, nesta análise preocupamos com as questões da vida humana na terra.

    Extração

    O primeiro limite está na exploração de recursos naturais. Derrubamos árvores, abrimos montanhas para extrair minerais, consumimos água em excesso. Tudo além da conta. Se toda a população mundial consumisse como média do cidadão americano, seriam necessários para suprir a demanda de recursos.

    Produção

    As industrias usam mais de cem mil produtos químicos sintéticos para fabricar os mais diversos produtos. Isso é emitido como poluente para o ar, para os rios e voltam nos próprios produtos que consumimos.

    Distribuição

    Custo real é refletido no preço dos produtos. Quem está pagando? O Ambiente. É a chamada externalização do real custo dos recursos naturais, da poluição, dos salários mal pagos, do trabalho infantil nos países em desenvolvimento.

    Consumo

    É o coração do sistema, tudo é feito para que ele cresça cada vez mais. Para isso são usados alguns recursos, como a obsolescência programada e a percebida. No primeiro caso, o produto é desenhado para não durar muito. No segundo, o consumidor é convencido a se desfazer de um produto ainda útil porque o novo, com design mais bonito surgiu no mercado.

    Descarte

    O aumento do consumo é comprovado pelo aumento dos nossos lixões e aterros sanitários. Nos Estados Unidos, cada habitante em média produz 2 Kg de lixo por dia. Em São Paulo, que já esgotou seus dois aterros e agora busca locais para construir novos, a produção de cada habitante é de cerca de 1 kg por dia.

    Reciclagem

    A coleta seletiva, e a posterior reciclagem, certamente é uma das saídas para diminuir o problema do descarte e pode reduzir a pressão por mais extração, mas não é suficiente para resolver o problema. Primeiro porque hoje ainda se recicla muito pouco – em São Paulo, só cerca de 1%, segundo porque não mexe no cerne da questão – diminuir o consumo.

    Sistema Cíclico

    O mundo só vai alcançar a almejada sustentabilidade quando conseguir transformar o sistema linear em cíclico, onde não há desperdício de recursos ou pessoas, onde não se produz e se joga fora para depois produzir de novo

     

    Fonte; Estado de São Paulo - Sustentabilidade.

     

     

    EFS - Estudo em Foco Saúde 2014- Todos os direitos reservados | Criative Web